Neste domingo (14/3), há apenas um leito de UTI adulto vago na rede pública. Considerando também as unidades que atendem crianças e bebês, o índice de ocupação é de 96,47%. Atualmente, 229 pacientes aguardam um leito para tratamento contra a covid-19

crédito: Força-Tarefa Covid/Material cedido ao Correio
crédito: Força-Tarefa Covid/Material cedido ao Correio

O Distrito Federal conta com apenas um leito de unidade de terapia intensiva (UTI) adulto na rede pública de saúde, neste domingo (14/3), atingindo 99,66% de ocupação. Os dados são do Infopen, painel da Secretaria de Saúde, atualizados às 16h10.

De acordo com o sistema, a taxa de ocupação total dos leitos (adulto, pediátrico e neonatal) está em 96,47%. Das vagas disponíveis, há sete para crianças, no Hospital da Criança de Brasília (HCB); uma para adulto, no Hospital da PM; e três para bebês, no Hospital Regional da Asa Norte (Hran).

A fila de espera por um leito de UTI evidencia o caos no sistema público de saúde. São 310 pessoas aguardando por uma vaga, sendo que 229 são para o tratamento contra a covid-19.

Nos hospitais particulares, a situação é semelhante. A taxa de ocupação de leitos de UTI destinado à população adulta está em 98,77%. São 322 leitos com pacientes para o tratamento contra a covid-19 e cinco desocupados (quatro para adultos e um pediátrico).

 

Fonte: Correio Braziliense